terça-feira, março 28, 2017

[Resenha] À sua espera - Abbi Glines

À Sua Espera
Rosemary Beach #10
Autora: Abbi Glines
240 Páginas

Sinopse: Mase sempre preferiu a vida simples em seu rancho no Texas à agitação do mundo do pai em Rosemary Beach. Na verdade, ele quase nunca visita o famoso astro do rock e Nan, sua meia-irmã mimada e egoísta. Mas tudo muda quando conhece uma das empregadas da casa, uma garota linda que, sem saber da presença dele, o desperta com seu canto desafinado.

Depois de anos sendo maltratada pela família e pelos colegas por causa de um distúrbio de aprendizagem, Reese conquistou sua liberdade e mora sozinha trabalhando como diarista para as famílias ricas da cidade. No entanto, seu sustento fica ameaçado quando ela causa um acidente na casa de Nan Dillon.

Ao ser salva por Mase, um rapaz atencioso e com charme de caubói, Reese fica surpresa pelo gesto dele e, depois, apavorada quando ele demonstra interesse nela. Nunca na vida Reese conheceu um homem em quem pudesse confiar. Será que Mase pode ser diferente?

Nessa ardente paixão que nasce entre a doce e batalhadora Reese e o centrado e sexy Mase, Abbi Glines mais uma vez mescla tristezas da vida real com amores de contos de fada e nos faz suspirar até a última página.

quinta-feira, março 23, 2017

[Resenha] O perfume da folha de Chá - Dinah Jefferies

O Perfume da Folha de Chá
Autora: Dinah Jefferies
Companhia das Letras
Editora Paralela
432 Páginas
Skoob 

Sinopse: Em 1925, a jovem Gwendolyn Hooper parte de navio da Escócia para se encontrar com seu marido, Laurencek no exótico Ceilão, do outro lado do mundo. Recém-casados e apaixonados, eles são a definição do casal aristocrático perfeito: a bela dama britânica e o proprietário de uma das fazendas de chás mais prósperas do império. Mas ao chegar à mansão na paradisíaca propriedade Hooper, nada é como Gwendolyn imaginava: os funcionários parecem rancorosos e calados, e os vizinhos, traiçoeiros. Seu marido, apesar de afetuoso, demonstra guardar segredos sombrios do passado e recusa-se a conversar sobre certos assuntos. Ao descobrir que está grávida, a jovem sente-se feliz pela primeira vez desde que chegou ao Ceilão. Mas, no dia de dar à luz, algo inesperado se revela. Agora, é ela quem se vê obrigada a manter em sigilo algo terrível, sob o preço de ver sua família desfeita.

quarta-feira, março 22, 2017

20 Problems Only Book Lovers Understand - Via Goodreads


Na semana passada o Goodreads perguntou no Facebook e no Twitter: quais os problemas mais frequentes dos leitores? Tiveram mais de 1.000 respostas e resolveram compartilhar na newsletter mensal. Como não sou boba nem nada dei uma traduzida básica, baseada nos meu parco inglês e trouxe a lista das melhores para vocês, para lembrá-los que não estão só no mundo!

terça-feira, março 21, 2017

Roteiro de Leitura Abbi Glines

Ontem dei início a mais uma leitura da série Rosemary Beach, então comecei a comparar a outras leituras da série e não deu outra, cheguei a conclusão que o roteiro de leitura é sempre o mesmo, sabe forma de bolo? Então pra descontrair e deixar a leitura mais atraente vim fazer uma postagem pra vocês rirem um pouco comigo!


1 - Poxa, essa moça parece ter tido uma vida bem sofrida, né?


segunda-feira, março 20, 2017

[Opinando!!!] Sobre valorização - Relação editoras e parceiros


Nas duas últimas semanas acompanhei algumas postagens de amigos blogueiros sobre parcerias e notei que as opiniões são bem diversas. Alguns acreditam que nós blogueiros deveríamos nos valorizar e cobrar mais das editoras, outros estão felizes com o sistema ao qual estamos sujeitos no momento. Portanto, achei que não faria mal algum dar minha própria opinião, que por sinal parece em cima do muro. Como blogueira há 7 anos já acompanhei muita coisa por aqui, algumas opiniões interessantes e outras nem tanto, algumas ideias estapafúrdias e outras que poderiam dar super certo. Enfim, como vivemos em um país com liberdade de expressão (será?), vou comentar um pouco do que eu acho. Espero conseguir ser clara quanto a minha opinião, porém talvez isso seja só mais um monte de blablabla.

Para dar início a esse post não posso deixar de citar o verdadeiro estopim para esse assunto vir a tona novamente. Uma determinada editora, não vamos citar nomes (acho que todo mundo já sabe qual é) anunciou recentemente o resultado de parcerias, contudo eu não cheguei a ver nenhuma lista e soube de poucos colegas blogueiros que passaram. Até aí tudo bem, eles tem o direito de escolherem muitos ou poucos e eu não tenho nada a ver com isso, mesmo porque não me sujeitei a política de parceria deles. O problema ocorreu realmente quando a referida editora anunciou ter 3 vagas remanescentes e que para concorrer ao processo jogos vorazes os blogueiros deveriam fazer uma campanha maciça de marketing com as publicações da editora. E olha... eu me surpreendi ao descobrir que ainda existem blogs que se sujeitam a isso.

Obviamente que se você resolveu participar disso o problema é apenas seu e de mais ninguém. Mas aí entra um dos assuntos mais discutidos nas últimas semanas: a valorização do blogueiro por si mesmo. A meu ver essa proposta da editora chega a ser abusiva. Não, não estou exagerando, falamos tanto de relacionamento abusivo ultimamente então porque não encaixá-lo em uma situação a qual vivenciamos quase diariamente? Para mim, usar o desejo de uma pessoa em benefício próprio é sim abusivo e é isso que esta editora está fazendo. Então sim, concordo plenamente que é necessário que o blogueiro se valorize, que deixe de se sujeitar a processos seletivos que não dão o devido valor a seu tempo, sua criatividade e sua dedicação.

Entendo perfeitamente que Editoras são empresas e que buscam a forma mais efetiva e barata de divulgar suas publicações. Mas também acredito em bom senso e acho que isso falta tanto para alguns blogueiros que se sujeitam a esses processos seletivos quanto para editoras que os propõem. Nesse quesito eu sou a primeira a berrar que "Simm!!! Precisamos nos valorizar". Não dá para continuar sendo feito de gato e sapato. Mas sabe o primeiro passo para essa mudança? É você mesmo.

Há alguns anos atrás, principalmente no começo da minha vida literária na blogosfera eu me inscrevia em toda e qualquer seleção de parceria. Até que descobri que não preciso disso. Não dá para negar que receber livros em casa é maravilhoso, mas vai por mim seu conteúdo vai ser bem mais efetivo quando você não tiver obrigações. Eu ainda as tenho como vocês podem ver na barra lateral do blog, mas as parcerias que estão aí foram escolhas baseadas em respeito e aceitação. Não me sujeito mais a qualquer parceria ou desrespeito, e isso tem muito na blogosfera.

Mudando um pouco o foco, vamos falar de outra forma de valorização. Espero que se recordem da campanha encabeçada por booktubers que aconteceu recentemente. Esta campanha visava a valorização de blogueiros e booktubers. Pregava que todos deveriam boicotar o sistema atual de parcerias visando lucro e não apenas o recebimento de livros mensalmente. Também falaram muito sobre prazos e sobre como as editoras deveriam trabalhar seu marketing. Não os condeno, até concordo em muitos pontos. Porém, sou daquelas que esta feliz com o sistema atual, desde que haja respeito. 

Como já disse zilhões de vezes o LiteRata é um hobbie, um ponto de escape, um lugar em que compartilho minhas opiniões e que me divirto falando sobre livros. Não tenho tempo algum para criar campanhas de marketing, para divulgar massivamente publicações editoriais e para fazer além do que faço hoje. Então, nem em sonho eu poderia cobrar das editoras algo que não posso retribuir. É isso que penso sempre que me falam sobre valorização do nosso "trabalho". O ponto é que para mim o blog não é um trabalho, melhor dizendo, o LiteRata é algo que eu prezo e valorizo muito, ao qual me dedico sempre que posso, mas apesar disso não posso encará-lo de forma mais profissional. Palmas e parabéns para quem pode, mas se eu aderir essa campanha provavelmente vou acabar me frustrando e estou muito bem obrigada do jeito que estou.

Concluindo, creio que cada um sabe até onde quer chegar e esse ponto é essencial para dar continuidade a um blog ou canal. Porém, é necessário bom senso, não dá para se sujeitar a processos seletivos abusivos. Antes de mais nada reflita sobre o que é essencial para você, se valorize e não se sujeite, imponha respeito, pois isso é o mínimo que merecemos. Pense bem no que você quer, se está feliz com o atual sistema de parceria ou se gostaria que seu blog fosse algo profissional e trabalhe o melhor possível para isso, sem se sujeitar. Lembre-se editoras são empresas e sempre vão existir uma outra que não te valoriza, faça um livro negro e coloque-as lá, para lembrar que você merece mais e elas não são capazes de te valorizar. No mais, se tudo isso não foi capaz de colocar uma luz em sua cabeça, sinto muito, eu tenho vergonha de você.


terça-feira, março 14, 2017

[TAG] The Name Game Book

Sabe aquela Tag que você (se for blogueiro/vlogueiro) foi indicado há anos e nunca respondeu? Pois é, eu estava aqui sapeando pelos blogs amigos para ver se por um milagre qualquer surgisse uma inspiração e encontrei a The Name Game Book lá no Pobre Leitora. A Nath me indicou para responder essa Tag lá em meados de 2015 e eu não fiz isso #Shame . Então, já que a criatividade e inspiração está passando bem longe vamos lá!
Regrinhas da TAG:
  • Achar na estante livros que comecem com as letras que formem seu nome;
  • A quantidade de blogs indicados é a mesma do número de letras de seu nome.

Minhas escolhas:


Juntando os Pedaços - Jennifer Niven (Skoob)
Uma Garrafa no mar de Gaza - Valérie Zenatti (Skoob)
Love Story - Jennifer Echols (Skoob)
Imperfeito - Robson Gabriel (Skoob)
Ainda estou aqui - Marcelo Rubens Paiva (Skoob)
Na Estrada Jellicoe - Melina Marchetta (Skoob)
Amaldiçoado - Joe Hill (Skoob)


Não gosto muito de indicar ninguém para fazer TAG, mas dessa vou abrir uma exceção, então meus indicados são Ana (Roendo Livros), Natalia Eiras (Perdida na Biblioteca), Sammy (Da imaginação à Escrita), Rafa (La Vie Est Ailleurs), Lizi (O Maravilhoso mundo da leitura) Silviane (Estilhaçando Livros) e Nati (Ei Nati). Isso é tudo por hoje pessoal!
 

segunda-feira, março 13, 2017

[Resenha] Meio Mundo - Joe Abercrombie

Meio Mundo
Mar Despedaçado #2
Autor: Joe Abercrombie
368 Páginas



Sinopse: Thorn Bathu não é uma garota comum. Mesmo tendo sido criada numa sociedade machista, ela vive para lutar e treina arduamente há anos. Porém, após uma fatalidade, ela é declarada assassina pelo mesmo mestre de armas que deveria prepará-la para as batalhas.

Para fugir à sentença de morte, Thorn se vê obrigada a participar de um esquema do ardiloso pai Yarvi, ministro de Gettland. Ao lado dela se encontra Brand, um guerreiro que odeia matar, mas encara a jornada como uma chance de sustentar a irmã e conquistar o respeito de seu povo.

A missão dos dois é cruzar meio mundo a bordo de um navio e buscar aliados contra o Rei Supremo, que pretende subjugar todo o Mar Despedaçado. É uma viagem desafiadora, em que Brand precisa provar seu valor e Thorn fará o necessário para honrar a memória do pai e se tornar uma verdadeira guerreira.

Guiando os personagens por caminhos tortuosos em busca de amadurecimento e redenção, Joe Abercrombie mais uma vez nos maravilha com uma história grandiosa, que se sustenta sozinha por seu vigor, mas também dá continuidade à saga de Gettland e Yarvi. Finalista do prêmio Locus, Meio Mundo deixará o leitor na expectativa do desfecho desta série épica.

quarta-feira, março 08, 2017

[Resenha] Diário de uma Paixão - Nicholas Sparks

Diário de uma Paixão
Autor: Nicholas Sparks
Editora Arqueiro
176 Páginas
Skoob


Sinopse: Duke é um homem simples com uma vida modesta, mas amou alguém de todo o coração e, para ele, isso sempre foi suficiente. Na clínica de repouso em que vive, Duke se dedica a ler poemas para os outros pacientes, mas, para uma senhora que sofre de Alzheimer – e somente para ela –, lê um diário especial à espera de que um milagre aconteça.

Nele está escrita a emocionante história de Allie Nelson e Noah Calhoun, dois jovens que descobrem o verdadeiro significado da paixão, mas são separados por uma série de obstáculos e mal-entendidos.

Muitos anos depois, a vida dá conta de uni-los novamente e a paixão volta com todo o seu fulgor. Já noiva de um bem-sucedido advogado, Allie precisa optar entre manter o rumo estável de sua vida e se entregar ao verdadeiro amor, correndo todos os riscos. Com a leitura do diário, Duke recorda a própria vida e, às vezes, a senhora consegue romper as barreiras da doença e retomar sua antiga identidade alegre e vivaz. E, sempre que isso acontece, Duke tem a certeza de que o amor relatado nas páginas do diário é a força mais poderosa do Universo.

terça-feira, março 07, 2017

[Resenha] Cinder - Marissa Meyer

https://2.bp.blogspot.com/-BDvVbpUqrC8/WJYJ9r8F1HI/AAAAAAAARe8/vij9XX9YpnUGzHMxXmxXftB5bdgbytpMACLcB/s1600/CINDER.jpgCinder
Crônicas Lunares #1
Autora:
Marissa Meyer
Editora Rocco
448 Páginas
Skoob


Sinopse: Num mundo dividido entre humanos e ciborgues, Cinder é uma cidadã de segunda classe. Com um passado misterioso, esta princesa criada como gata borralheira vive humilhada pela sua madrasta e é considerada culpada pela doença de sua meia-irmã. Mas quando seu caminho se cruza com o do charmoso príncipe Kai, ela acaba se vendo no meio de uma batalha intergaláctica, e de um romance proibido, neste misto de conto de fadas com ficção distópica. Primeiro volume da série Crônicas Lunares, Cinder une elementos clássicos e ação eletrizante, num universo futurístico primorosamente construído.

segunda-feira, março 06, 2017

[Resenha] Sob um Milhão de Estrelas - Chris Mello

Sob um milhão de estrelas
Autora:
Chris Melo
Editora: Rocco

Fábrica 231
320 Páginas
Skoob


Sinopse:
Alma Abreu está prestes a lidar com um inventário e uma série de histórias de um passado tumultuado que pertence mais aos seus pais do que a ela mesma. Mas este parece o menor de seus problemas no momento. Passar alguns dias na pacata Serra de Santa Cecília veio bem a calhar para a jovem médica, após um incidente no hospital que a deixou sem chão. Ela só não esperava se envolver tanto com a pequena cidade – e com o prestativo vizinho da charmosa casa que sua avó lhe deixou, além de um animado grupo de amigas, filhas das melhores amigas de sua mãe –, a ponto de pensar em deixar sua vida em São Paulo para trás. Será que a vontade de ficar é apenas medo de enfrentar seus problemas? Mas como voltar à velha rotina depois de tudo o que descobriu e viveu em Serra?

quinta-feira, março 02, 2017

[Resenha] O Homem de São Petersburgo - Ken Follett

O Homem de São Petersburgo
Autor: Ken Follett
Editora Arqueiro
336 Páginas
Skoob


Sinopse: A história pode estar prestes a mudar. 1914: a Alemanha se prepara para a guerra e os Aliados começam a construir suas defesas. Ambos os lados precisam da Rússia, que enfrenta graves problemas internos e vive na iminência de uma revolução. Na Inglaterra, Winston Churchill arquiteta uma negociação secreta com o príncipe Aleksei Orlov, visando a um acordo com os russos. No entanto, o anarquista Feliks Kschessinsky, um homem sem nada a perder, está disposto a tudo para impedir que seu país envie milhões de rapazes para os campos de batalha de uma guerra que nem sequer compreendem. Para isso, ele se infiltra na Inglaterra com a intenção de assassinar o príncipe e, assim, frustrar a aliança entre russos e britânicos.
Um mestre da manipulação, Feliks tem várias armas a seu dispor, mas precisa enfrentar toda a força policial inglesa, um brilhante e influente lorde e o próprio Winston Churchill. Esse poderio reunido conseguiria aniquilar qualquer homem no mundo – mas será capaz de deter o homem de São Petersburgo?

quarta-feira, março 01, 2017

[Resenha] Crave a Marca - Veronica Roth

Crave a Marca
Crave a Marca #1

Autora: Veronica Roth
Editora Rocco
480 Páginas 
Skoob



Sinopse: Num planeta em guerra, numa galáxia em que quase todos os seres estão conectados por uma energia misteriosa chamada “a corrente” e cada pessoa possui um dom que lhe confere poderes e limitações, Cyra Noavek e Akos Kereseth são dois jovens de origens distintas cujos destinos se cruzam de forma decisiva. Obrigados a lidar com o ódio entre suas nações, seus preconceitos e visões de mundo, eles podem ser a salvação ou a ruína não só um do outro, mas de toda uma galáxia. Primeiro de uma série de fantasia e ficção científica, Crave a marca é aguardado novo livro da autora da série Divergente, Veronica Roth, que terá lançamento simultâneo em mais de 30 países em 17 de janeiro, e surpreenderá não só os fãs da escritora, mas também de clássicos sci-fi como Star Wars.